Adenocarcinoma

Adenocarcinoma: causas e fatores de risco

O adenocarcinoma é um câncer originado nos tecidos glandulares, isto é, em tecidos compostos por células capazes de secretar e excretar diversas substâncias. Esse tipo de tumor maligno pode aparecer em diferentes órgãos, como estômago, próstata, intestino, útero, pâncreas, pulmões, etc.

Embora existam alguns adenocarcinomas de crescimento lento e gradual, a expansão da doença costuma ser rápida e agressiva na maioria dos casos, já que apresenta a capacidade de desenvolvimento de metástases. No entanto, apesar de complexo, o tratamento dessa neoplasia é possível, com boas respostas, a depender do estágio.

Quer descobrir como e por que se desenvolvem os adenocarcinomas? Leia o artigo e descubra quais são as causas e fatores de risco possíveis.

Causas do adenocarcinoma

As causas dessa categoria de câncer variam conforme a localização primária do tumor. Enquanto o hábito de fumar pode ter relação direta com o adenocarcinoma de pulmão, por exemplo, os tumores digestivos podem ter a ver com as escolhas alimentares. Isso significa que a causa determinante em um tumor pode não ser a mesma de outro.

Qualquer tipo de tumor maligno não apresenta uma única causa e tende a combinar aspectos externos (relativos ao ambiente) e internos (relativos a questões orgânicas). Em outras palavras, os adenocarcinomas podem ser causados pela combinação de múltiplos fatores, como poluição, contato com substâncias químicas, alterações hormonais, mutações genéticas, condições imunológicas, etc.

Fatores de risco para o adenocarcinoma

Vários fatores de risco podem aumentar a propensão de desenvolvimento de câncer, inclusive o  adenocarcinoma. Isso não significa, entretanto, que as pessoas que apresentam um ou mais fatores desenvolverão algum tumor maligno originado em tecidos glandulares. Ainda assim, é importante saber o que pode elevar as chances de câncer para evitar fatores que podem ser prevenidos, especialmente os relacionados ao estilo de vida.

Entre os fatores de risco para o desenvolvimento de  adenocarcinomas estão:

  • tabagismo;
  • obesidade;
  • alimentação rica em carnes vermelhas e ultraprocessadas;
  • histórico familiar;
  • exposição desprotegida e prolongada aos raios ultravioletas;
  • exposição à radiação;
  • sedentarismo;
  • reposição hormonal;
  • infecções.

Ciente das causas e dos fatores de risco mais comuns, a pessoa deve adotar cuidados para levar uma vida mais saudável, priorizando a alimentação balanceada, prática regular de exercícios e abstenção de hábitos prejudiciais. Dentre eles, fumar, beber e se expor ao sol sem a devida proteção, por exemplo.

Até os fatores de risco que não podem ser controlados, como o histórico familiar, gênero ou sexo, devem ser considerados em caráter preventivo. Quem apresenta esses fatores predisponentes ao câncer pode – e deve – fazer o acompanhamento médico para evitar a doença ou diagnosticá-la e, assim, tratá-la precocemente caso venha a ocorrer. A rápida detecção do câncer, incluindo o adenocarcinoma, é fundamental para um bom prognóstico.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em Londrina!

Comentários
Dr. Rafael Onuki Sato

Posted by Dr. Rafael Onuki Sato