câncer de endométrio

4 dúvidas comuns sobre o câncer de endométrio



O câncer de endométrio faz parte dos diferentes tipos de tumores que podem atingir o corpo do útero. O endométrio é a parte do útero em que ocorre a implantação do embrião. Ou seja, é lá onde começa todo o processo de fecundação e a gravidez.

Um câncer no endométrio pode causar complicações para a vagina e o fígado, já que as células cancerígenas do órgão podem se espalhar, causando metástase nesses locais.

Neste artigo, separei as principais perguntas sobre este tipo de neoplasia. Confira, a seguir.

1# Quais são os sintomas do câncer de endométrio?

O principal sinal da doença – presente em cerca de 90% dos casos – são os sangramentos anormais na vagina. Esse sinal ocorre quando há pequena quantidade de sangue fora do período menstrual.

Isso também acontece com as mulheres na menopausa. Neste último caso, o sintoma é ainda mais alarmante. Outros sintomas da doença incluem:

  • corrimento anormal;
  • sangramento menstrual mais intenso do que o comum;
  • dor pélvica;
  • sensação de massa na região pélvica;
  • perda de peso sem motivo aparente.

2# Qual a gravidade do meu caso?

Em geral, a gravidade de qualquer câncer é obtida após a realização de diversos exames, da biópsia e, em alguns casos, depois de uma cirurgia. De qualquer forma, os tumores são classificados do número 1 ao 4, sendo o estágio 1 o menos grave, enquanto o estágio 4 representa os de maior gravidade.

3# Qual o tipo de tratamento devo fazer contra o câncer de endométrio?

Em qualquer quadro de câncer endometrial, a cirurgia é sempre um método utilizado. Outras opções dependerão do estágio do câncer, da idade e saúde geral da paciente, dentre outros fatores.

Essas opções de terapias contra o câncer de endométrio podem incluir:

  • histerectomia, que é a remoção do útero;
  • radioterapia;
  • quimioterapia;
  • imunoterapia;
  • outros medicamentos.

4# Por que eu tive câncer endometrial?

O desenvolvimento do câncer endometrial ocorre por alguns fatores de risco, que facilitam e até mesmo podem determinar o seu surgimento. As principais causas desta doença incluem:

  • idade: mulheres acima dos 60 anos são as mais atingidas;
  • níveis hormonais: níveis irregulares de estrogênio e progesterona aumentam o risco do câncer, principalmente nas fases da pré/menopausa;
  • excesso de peso: IMC acima de 25 é um fator de risco para o câncer. Quanto maior o peso, maior é o risco;
  • genética: mutações genéticas podem favorecer o desenvolvimento do câncer de endométrio, como ocorre na síndrome de Lynch, que também causa risco de tumores malignos no cólon, ovário, dentre outros.

Por fim, restou alguma dúvida sobre o câncer de endométrio, que não foi respondida neste artigo? Deixe nos comentários! De todo modo, se você desconfia dos sintomas apresentados, então, procure o seu ginecologista para que seja feita uma avaliação o quanto antes.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em Londrina!



Comentários
Dr. Rafael Onuki Sato

Posted by Dr. Rafael Onuki Sato