Estadiamento do câncer

Estadiamento do câncer: você sabe o que isso significa?



Quando há um diagnóstico de neoplasia, é uma prática da oncologia classificar o grau de estadiamento do câncer para que se avalie a taxa de sobrevida do indivíduo. Para fazer essa avaliação, o oncologista verifica a evolução da doença.

Lendo este texto, você entenderá mais sobre o assunto, saberá quais são os tipos de estadiamento e conhecerá a importância dessa classificação. Então, continue a leitura.

O que é estadiamento do câncer?

Estadiamento é o processo realizado para determinar a extensão e o local do câncer diagnosticado em um indivíduo. Por meio desse procedimento é possível, então, avaliar a forma como a doença avançou pelo corpo.

Os médicos utilizam o estadiamento para planejar a melhor forma de tratamento, bem como analisar o prognóstico do indivíduo acometido. É comum que diferentes tipos de câncer, com o mesmo grau de estadiamento, tenham tratamento e prognóstico semelhantes.

A fim de avaliar o estadiamento do câncer, os profissionais da saúde realizam alguns exames e testes. O exame físico pode ajudar a descobrir a localização do tumor. 

Outros exames de imagem, tais como, raio-X, tomografia computadorizada, ressonância magnética, ultrassom e PET scan também oferecem informações importantes sobre o local e a disseminação do câncer.

A biópsia auxilia no diagnóstico do câncer, pois permite que o médico avalie se a imagem visualizada nos exames corresponde à disseminação da doença. Pode ser feita por meio do endoscópio, coletando-se uma amostra do material.

Tipos de estadiamento

Os estadiamentos mais comuns são o clínico e o patológico. O clínico diz respeito à extensão da doença. É uma avaliação baseada nos resultados dos exames clínicos, de imagem e da biópsia.

O estadiamento clínico é fundamental no diagnóstico, pois permite que seja escolhida a melhor alternativa de tratamento a ser iniciado.

O estadiamento patológico é realizado após o tratamento cirúrgico. Consiste em avaliar não só os resultados dos exames físico, de imagem e da biópsia, mas também no que foi observado durante a cirurgia. Em alguns casos, o estadiamento patológico confirma um grau de disseminação diferente do estadiamento clínico.

Sistema TNM

Existem diferentes métodos para mensuração do grau de estadiamento do câncer. O mais comum é o sistema TNM, um conjunto de normas que são atualizadas a cada 6-8 anos. De acordo com esse sistema, é atribuída uma letra a cada tipo de câncer.

A letra T indica um tumor primário, a letra N indica que o câncer se espalhou para os linfonodos e a letra M é atribuída ao câncer que se tornou metastático.

Além disso, cada uma dessas letras tem diversas variações que especificam as características do tumor e facilitam a escolha do melhor tipo de tratamento. Essas letras podem ter o significado alterado para cada forma de câncer ou, ainda, ter diferentes subcategorias.

Enfim, se você entendeu o que é estadiamento do câncer, conseguiu perceber como esse sistema é importante tanto para os médicos quanto para os indivíduos acometidos. Caso tenha mais dúvidas, procure um oncologista qualificado para uma consulta.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em Londrina!



Comentários
Dr. Rafael Onuki Sato

Posted by Dr. Rafael Onuki Sato