câncer no ovário

Qual a diferença entre cisto e câncer no ovário?

Qual a diferença entre cisto e câncer no ovário?



O câncer no ovário consiste no desenvolvimento de um tecido doente nos ovários. As mulheres possuem dois ovários, um de cada lado do útero e, suas funções são a produção de óvulos e dos hormônios sexuais femininos (estrogênio e progesterona).

Entre todos os outros tipos ginecológicos de câncer, é o que apresenta diagnóstico mais difícil e, também maior letalidade, devido os sintomas normalmente se apresentarem quando a doença já está em um estágio avançado, por isso a necessidade de consultar o médico regularmente.

Sua incidência está relacionada a fatores hormonais, genéticos e ambientais. O histórico familiar é o fator de risco isolado mais importante (em torno de 10% dos casos). A doença pode acometer mulheres de todas as idades, porém, sua frequência maior está em mulheres com mais de 40 anos.

Já o cisto no ovários consiste numa bolsa cheia de líquidos que se origina dentro ou em torno do ovário, e que pode gerar dor, dificuldade para engravidar e/ou atraso na menstruação.

Normalmente, o surgimento de cistos nos ovários não mostra sintomas e não necessita de um tratamento específico, de uma forma geral, a tendência é que eles sumam naturalmente. 

Entretanto, quando o cisto cresce demais, se rompe ou até mesmo quando ele fica torcido no ovário, podem aparecer sintomas como dor abdominal e menstruação descontrolada, que podem piorar durante a ovulação, relação íntima ou ainda devido aos movimentos naturais do intestino. 

Sintomas do câncer de ovário

A maioria das mulheres não apresenta sintomas até a doença alcançar um estágio avançado. Entretanto, quando se manifestam, os mais característicos são:

  • Aumento do volume abdominal;
  • Dor;
  • Alteração da função digestiva;
  • Constipação (prisão de ventre);
  • Massa abdominal palpável.

Conhecer o seu corpo é fundamental para que os sintomas sejam notados de forma rápida e o auxílio médico possa ser buscado o mais breve possível.

Sintomas do cisto de ovário

É incomum um cisto de ovário apresentar algum tipo de sintoma, porém, quando este se encontra em um tamanho muito grande, podem surgir sintomas como:

  • Dor durante a ovulação;
  • Dor durante o contato sexual;
  • Atraso da mesntruação;
  • Dor no ovário, do lado onde o cisto se encontra;
  • Sensibilidade nas mamas aumentada;
  • Sangramento vaginal, fora do período menstrual;
  • Aumento de peso;
  • Dificuldade para engravidar.

Tipos de cisto de ovário

Existem diversos tipos de cistos de ovário, veja quais são os mais comuns:

Cisto folicular

Surge quando a ovulação não acontece ou quando o óvulo não sai do ovário durante o período fértil. Normalmente, não apresenta sintomas e não necessita de tratamento.

Seu tamanho varia de 2,5 cm à 10 cm e geralmente diminui no período de 4 a 8 semanas, e não é considerado um tipo de câncer.

Cisto de corpo lúteo

Pode aparecer depois da liberação do óvulo. Seu tamanho varia de 3 a 4 cm e pode se romper durante a relação sexual, entretanto, não é preciso tratamento específico. Se houver dor forte, queda de pressão e batimento cardíaco acelerado, pode ser preciso retirá-lo através da cirurgia laparoscópica.

Cisto hemorrágico

Pode causar dor pélvica e ocorre quando há sangramento na parede do cisto para o seu interior.

Fibroma ovariano

É uma neoplasia mais frequente na menopausa, seu tamanho pode variar, desde microcistos, até passarem de 23 Kg, e devem ser removidos através de cirurgia.

Endometrioma ovariano

Surge nos casos de endometriose nos ovários (endométrio fora do útero), seu tratamento pode ser através de remédios ou cirurgico.

Cisto adenoma

Esse tipo de cisto é benigno, ou seja, não é considerado câncer no ovário, porém, deve ser removido através de laparoscopia. Além disso, o diagnóstico pode ser feito através de exames clínicos como palpação da região pélvica, ultrassonografia transvaginal, ressonância magnética e tomografia computadorizada.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em Londrina!



Posted by Dr. Rafael Onuki Sato in Câncer no ovário