câncer de pele melanoma

Saiba mais sobre o tratamento e prevenção do câncer de pele melanoma



O câncer de pele melanoma é o tipo mais grave, porém, menos frequente. Ele representa apenas 3% de todos os tumores que atingem a pele. Neste caso, o melanoma apresenta maior risco, devido à sua capacidade de disseminação para outras partes do corpo.

Como o próprio nome diz, este é um tumor que atinge as células cutâneas, chamadas de melanócitos, que dão origem à pigmentação e à cor da pele.

Apesar do maior risco, a sobrevida do paciente com melanoma é bastante favorável, principalmente nas etapas iniciais de desenvolvimento do câncer.

Vamos nos aprofundar no tema, a seguir.

Sinais do câncer de pele melanoma

O melanoma pode se manifestar em forma de pintas, manchas ou outros sinais na pele. Em primeiro lugar, este é um tipo de câncer mais comum em regiões do corpo expostas ao sol, como rosto, couro cabeludo, costas, pescoço, mãos e braços.

No entanto, o melanoma também se desenvolve em áreas protegidas, como os olhos, parte interna da boca e genitais, por exemplo.

Nesse sentido, é preciso ficar atento ao surgimento de pintas de tom escuro e bordas irregulares, principalmente se acompanhadas de coceira e descamação. A doença também pode surgir em pintas ou verrugas já existentes.

Nesse caso, esses sinais terão alterações de tamanho, formato e coloração, incluindo bordas irregulares.

É possível prevenir o melanoma?

Sim e não. Fatores ligados ao histórico pessoal e familiar da doença, bem como alterações genéticas, são elementos de difícil intervenção para prevenir este tipo de tumor.

Em outros casos, é possível se proteger contra o câncer, evitando alguns fatores de risco, como a exposição ao sol sem proteção UV. Isso é importante principalmente para o grupo de maior risco, como pessoas de pele, olhos e cabelos claros.

Além disso, as crianças não devem ser expostas ao sol precocemente. Isso deve ocorrer somente a partir dos seis meses de idade, desde que se utilize o protetor solar voltado para essa faixa de idade.

Crianças maiores devem brincar ao ar livre somente no horário de “sol amigo”, antes das 10 h e após as 16 h.

Outra forma de prevenção é buscar um dermatologista para analisar a evolução de pintas ou verrugas. Pode ser recomendada a remoção preventiva desses sinais, em alguns casos.

Tratamento do câncer de pele melanoma

O tipo de tratamento escolhido irá depender de diversos fatores, como a idade e a saúde geral do paciente, o estágio do câncer, além de possíveis efeitos colaterais.

Assim, o câncer de pele melanoma pode ser tratado com uma cirurgia simples, feita a nível ambulatorial, ou necessitar de medicamentos e terapia com radiação. Isso irá depender da evolução da doença.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em Londrina!



Comentários
Dr. Rafael Onuki Sato

Posted by Dr. Rafael Onuki Sato