患者に説明をする医師

A importância dos exames periódicos no rastreio do câncer ginecológico

Historicamente, as mulheres são mais frequentes em consultas médicas do que homens. Neste sentido, estão mais propensas a obterem o diagnóstico precoce de várias doenças, inclusive o câncer ginecológico.

No entanto, você sabe a real importância dos exames preventivos no rastreio dessa neoplasia maligna? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, explicaremos tudo o que você precisa saber a respeito do tema.

Por que os exames preventivos são importantes?

De modo geral, as chances de cura ou de controle de determinada doença é maior quando o diagnóstico e o tratamento são iniciados ainda em estágio inicial. Esse é o papel dos exames preventivos.

Como o próprio nome explica, eles têm o objetivo de prevenir, de se antecipar a uma patologia. A grande maioria das doenças ginecológicas podem ser detectadas através destes exames, principalmente para quem tem histórico familiar de doenças.

Ainda, os exames preventivos são também fundamentais na prevenção contra o câncer ginecológico, que abrange as neoplasias malignas que acometem a vulva, o colo do útero, o ovário, a vagina e o endométrio.

Quais são esses exames?

Os exames ginecológicos são as melhores formas dos médicos garantirem que a saúde da mulher vai bem. Por isso, recomenda-se que sejam realizados anualmente. O início das consultas ao ginecologista deve ocorrer após a primeira menstruação.

Ainda, nas mulheres que são virgens, o médico examina os seios, abdômen e a parte externa da região genital. Para aquelas que já se relacionaram sexualmente, são feitos outros tipos de exames. A seguir, saiba mais sobre eles.

Toque vaginal

Trata-se de um exame feito durante a consulta e tem o objetivo de analisar se há alguma irregularidade na vagina ou no colo do útero. O procedimento é realizado com a mulher deitada e o médico insere os dedos na região genital e coloca a outra mão no abdômen. Assim, consegue diagnosticar a endometriose e outras doenças inflamatórias.

Exame preventivo de colo de útero

O Papanicolau, como é popularmente conhecido, é um dos exames mais importantes no rastreio do câncer ginecológico. Isso porque permite identificar a doença em estágios iniciais, oferecendo mais chances de cura.

Além disso, o procedimento contribui para a detecção de verrugas, infecções e herpes genital.  A depender do resultado,  o especialista poderá solicitar outros exames específicos para verificar a presença do Papilomavírus humano (HPV) ou de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST).

Ultrassom vaginal

A ultrassonografia pélvica, como também é chamada, permite uma análise precisa da saúde do útero e dos ovários. O principal objetivo do procedimento é detectar a presença de miomas, ovários policísticos, endometriose, sangramentos vaginais e tumores.

Além disso, outros exames preventivos de rotina são a mamografia, densitometria óssea, colposcopia, vulvoscopia e exames de sangue. Para o rastreio do câncer ginecológico, a histeroscopia e a biópsia também podem ser necessárias.

No caso específico do câncer de ovário, ainda não existe um método eficaz para o seu diagnóstico precoce. Porém, a ultrassonografia transvaginal e a medida no sangue do marcador tumoral CA-125 são os exames mais utilizados nesse rastreamento.

Então, com a leitura deste post, você conheceu um pouco mais sobre os exames preventivos que ajudam no rastreio do câncer ginecológico. Portanto, se você ainda não estabeleceu uma rotina de check-ups, comece o quanto antes.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp