Câncer de ovário

Quais são os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de ovários?

As causas para o desenvolvimento do câncer de ovários não estão totalmente esclarecidas. Porém, existem fatores que tornam uma pessoa mais suscetível ao diagnóstico desta neoplasia, sendo chamados de fatores de risco.

Você sabe quais são eles? Então, não deixe de ler este post. A seguir, separamos os principais fatores que aumentam o risco para este tipo de câncer. Ficou interessado? Continue a leitura.

Síndromes genéticas

Em cerca de 10% dos diagnósticos de câncer de ovário existe uma forte relação com as síndromes genéticas, principalmente aquelas relacionadas com os genes BRCA1 e BRCA2, responsáveis por controlar a divisão celular.

Quando eles sofrem mutações, deixam de exercer suas funções corretamente, aumentando o risco de transformações malignas. O risco é maior quando a síndrome está relacionada com o gene BRCA1. 

Outra alteração genética que aumenta as chances de uma pessoa desenvolver o câncer de ovário é a síndrome de Lynch II. Estima-se que cerca de 10% das mulheres com esta condição irão desenvolver uma neoplasia maligna nos ovários.

Reposição hormonal

Geralmente, a terapia de reposição hormonal é indicada para amenizar os sintomas do câncer de ovário. No entanto, esse procedimento está associado ao risco de desenvolver tumores malignos que são induzidos pela exposição ao estrógeno.

Por outro lado, o uso de pílulas anticoncepcionais diminui as chances de uma mulher desenvolver esta neoplasia maligna. Da mesma forma, a gestação também é um fator protetivo para as mulheres.

Idade

Assim como outros tipos de câncer, a idade também exerce grande influência no desenvolvimento desta doença. Na maioria dos casos, se desenvolve após a menopausa, em mulheres com mais de 63 anos.

Histórico familiar de câncer

Quem possui parentes de primeiro grau com histórico de câncer de ovário, seja do lado materno ou paterno, tem maiores chances de também desenvolver este tipo de neoplasia maligna.

Da mesma forma, o histórico familiar de câncer colorretal ou de mama está relacionado a um risco aumentado de câncer de ovário. Isso porque esses cânceres são provocados por uma mutação genética, que costuma ser hereditária.

Alimentação rica em gordura

Existem estudos que demonstram uma forte relação do câncer de ovário com a má alimentação. Assim, recomenda-se que as mulheres tenham uma dieta rica em vegetais e outros alimentos saudáveis e pobres em gorduras e açúcares.

Além disso, é indicado também que reduzam o consumo de carnes vermelhas e carnes processadas. Essas medidas contribuem para a diminuição no risco de várias outras doenças e tipos de câncer.

Histórico pessoal de câncer de mama

O histórico pessoal de câncer de mama torna uma a paciente mais suscetível a também desenvolver o câncer de ovários. Essa relação é explicada pela presença de uma mutação herdada nos genes BRCA1 ou BRCA2.

Enfim, como você pode perceber, existem diferentes fatores de risco para o câncer de ovários. Portanto, se você se enquadra em dois ou mais deles, converse com seu médico e mantenha uma rotina de consultas com seu ginecologista.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp