câncer ginecológico

4 exames que auxiliam na prevenção do câncer ginecológico

De acordo com levantamento do Instituto Nacional do Câncer (INCA), 40% das neoplasias malignas diagnosticadas nas mulheres são algum tipo de câncer ginecológico. Por isso, a avaliação ginecológica é uma ferramenta essencial para a prevenção e o diagnóstico precoce.

Você sabe como funciona essa avaliação? Conhece os exames que são realizados nela e como eles ajudam a prevenir o câncer? Então, não deixe de ler este post.

Exames que auxiliam na prevenção do câncer ginecológico

A seguir, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre os exames de prevenção do câncer ginecológico.

1) Papanicolau

O exame de citologia, também chamado de papanicolau ou exame preventivo do colo, consiste na coleta de células do colo do útero para análise laboratorial, possibilitando o diagnóstico de lesões ou alterações presentes no órgão.

Ainda, este procedimento deve ser realizado anualmente por mulheres com idade igual ou superior a 25 anos. Esse é um dos exames mais eficazes para a prevenção do câncer de colo de útero, um dos tumores mais comuns em mulheres.

Ademais, o papanicolau precisa ser feito entre o décimo e o vigésimo dia após o início da menstruação. O procedimento é realizado com a paciente com as duas pernas abertas e o ginecologista examina a parte exterior da região genital.

Posteriormente, o médico introduz um espéculo na vagina da paciente para conseguir visualizar o colo do útero. Assim, faz a coleta de amostras do tecido para analisar a presença de uma infecção pelo Papilomavírus humano (HPV) ou de doenças sexualmente transmissíveis.

2) Colposcopia

A colposcopia é um procedimento onde o médico visualiza o colo do útero com a ajuda de um colposcópio, instrumento que possui lentes de aumento e que possibilita a observação da superfície da região de maneira nítida.

Ainda, esse exame não é doloroso e nem causa efeitos colaterais. Caso uma anormalidade seja percebida, precisará ser realizada uma biópsia para identificar se há indícios de uma lesão pré-cancerígena ou não.

3) Toque vaginal

O exame de toque vaginal é um dos exames mais importantes para a prevenção de inúmeras doenças. Porém, costuma ser evitado pelas mulheres em função do desconforto e incômodo que provoca.

Ainda, o procedimento é feito com a paciente na posição ginecológica. Assim, o médico consegue analisar o colo do útero. Esse exame auxilia no diagnóstico de cistos, miomas, endometriose, doença inflamatória pélvica, alteração no volume dos ovários, infecções, entre outros.

4) Exame das mamas para prevenção do câncer ginecológico

Talvez seja o exame ginecológico mais conhecido pela população feminina, principalmente em função das inúmeras campanhas de divulgação para prevenção do câncer ginecológico. O exame das mamas pode ser estático, dinâmico e por palpação.

No primeiro caso, a paciente é colocada sentada de frente para o observador, com o tórax desnudo. O médico avalia a presença de alterações na pele, pigmentação, cicatrizes, contornos, retrações, simetria e abaulamentos.

Já na inspeção dinâmica, são realizadas manobras para realçar possíveis retrações e abaulamentos que possam sugerir riscos de malignidade. Por último, a palpação das mamas é feita com a paciente em decúbito dorsal.

Enfim, com a leitura deste post, você conheceu um pouco mais sobre os principais exames realizados na avaliação ginecológica. Portanto, caso você ainda não os realize, procure um ginecologista da sua confiança para começar a fazê-los periodicamente.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp