Quais os primeiros sintomas do câncer no ovário?

O câncer no ovário é considerado uma das doenças mais perigosas que acometem as mulheres. Isso porque é silencioso e os primeiros sintomas só surgem quando o tumor já está em estágio avançado.

Você sabe como essa patologia surge? Conhece os sinais que indicam a sua presença? Então, não deixe de ler este post. A seguir, explicaremos tudo sobre o tema.

O que é o câncer no ovário?

Trata-se do tumor ginecológico mais comum entre as mulheres, ficando atrás apenas do câncer de mama e de colo de útero. Embora se manifeste com mais frequência após a menopausa, pode acometer jovens em idade reprodutiva.

Ademais, a evolução do câncer no ovário se dá pela invasão da cápsula que o envolve e, posteriormente, pelo alcance das células malignas até o útero e a bexiga ou pela disseminação para os órgãos da cavidade abdominal.

Em alguns casos, esse tipo de câncer é de lento crescimento e com baixo potencial de malignidade. Assim, dificilmente provocam metástases, ficando restritos ao ovário. Essa forma de manifestação tende a ser mais comum em pacientes mais jovens.

Como surge?

Ainda não se sabe exatamente quais as condições que provocam o surgimento do câncer no ovário. Porém, existem fatores que aumentam o risco de desenvolvê-lo. A seguir, conheça aqueles que são de maior influência:

  • síndromes genéticas: na maioria dos casos, o quadro está associado com as síndromes BRCA1, BRCA2 ou Lynch II;
  • histórico familiar: o risco é acentuado em mulheres com parentes de primeiro grau que tenham o câncer no ovário ou de mama;
  • obesidade: estudos apontam uma relação entre a obesidade e o desenvolvimento de tumores malignos no ovário;
  • reposição hormonal: a realização de terapia de reposição hormonal durante a menopausa pode elevar o risco de desenvolver tumores malignos induzidos pela exposição ao estrógeno.

Quais os sintomas mais característicos?

O surgimento dos primeiros sintomas só tende a ocorrer quando o câncer já está instalado. Nesse sentido, a paciente pode apresentar inchaço abdominal, dor pélvica, dificuldade na alimentação ou sensação de empachamento e necessidade urgente ou frequente de urinar.

Porém, esses sinais podem ser facilmente confundidos com outras patologias e até outros tipos de câncer. O diagnóstico diferencial está na persistência ou na maior severidade dos sintomas. Outras manifestações relacionadas ao câncer no ovário são:

  • dor de estômago, nas costas ou durante a relação sexual;
  • constipação;
  • alterações menstruais;
  • inchaço abdominal com perda de peso;
  • fadiga;
  • sensação de peso no baixo ventre;
  • flatulência;
  • anemia;
  • massa palpável na pele.

Quando as células cancerígenas já se espalharam pela cavidade abdominal, a doença pode afetar a pleura dos pulmões, causando falta de ar, derrame pleural e dor torácica. Além disso, pode formar nódulos que dificultam o trânsito intestinal.

Enfim, o câncer no ovário é uma doença grave e que exige atenção da mulher com a sua saúde. Por isso, recomenda-se a realização periódica da avaliação ginecológica e outros check-ups. Ao primeiro sinal de desconforto, procure o seu médico.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em São Paulo!

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp