filtro solar

Como funciona o fator de proteção do filtro solar?

A importância do protetor solar já é conhecida por grande parte da população, principalmente no que se refere à prevenção do câncer de pele. Porém, na hora de escolher o fator de proteção solar (FPS) mais adequado, surgem muitas dúvidas.

Você sabe como funciona esse fator? Entende o que significa o número presente em cada produto? Caso não, este post é leitura obrigatória. A seguir, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

O que é o fator de proteção solar?

O fator de proteção solar é um índice elaborado para determinar o tempo em que determinado produto é capaz de garantir a proteção adequada da pele durante a exposição ao sol, evitando a vermelhidão causada pela dilatação dos vasos sanguíneos, chamada de eritema.

Assim, o FPS é calculado a partir da Dose Mínima de Eritema (DME), um valor de referência que indica o tempo mínimo de exposição aos raios solares capaz de gerar vermelhidão na pele. A obtenção do fator de proteção solar é feita da seguinte forma:

FPS = DME para a pele protegida / DME para a pele desprotegida

Contudo, cabe esclarecer que os valores de DME para a pele desprotegida variam de acordo com o tipo de pele que será exposta à radiação ultravioleta. Quanto mais escura ela for, maior será o tempo de exposição dela sem a ocorrência de eritema.

Qual protetor solar escolher?

De modo geral, o filtro solar com FPS 50 é a recomendação padrão na escolha do produto mais adequado. No entanto, pessoas de pele mais escura podem optar por um fator de proteção solar menor.

Ademais, não basta apenas se preocupar com o FPS. Para garantir a escolha de um produto eficiente, você deve escolher aqueles que ofereçam proteção contra a radiação ultravioleta, principalmente os raios UVA e UVB.

Além disso, é importante aplicar o filtro solar de modo correto. Para isso, procure sempre fazer uma camada uniforme e passe o produto a cada duas horas de exposição solar ou após o contato com a água.

Outrossim, mesmo com a orientação pelo FPS 50, é importante conhecer o fator de proteção indicado para cada tipo de pele. Neste sentido, as recomendações são as seguintes: 

  • FPS 50: deve ser utilizado por adultos e crianças com peles claras e sensíveis, que tenham sardas no rosto, que se queimam facilmente e/ou que a pele nunca fica bronzeada ao se expor ao sol;
  • FPS 30: indicado para adultos com pele morena clara, com cabelo castanho escuro ou preto, que às vezes se queimam e às vezes se bronzeiam;
  • FPS 20: recomendado para adultos com a pele muito escura, que raramente se queima e que sempre se bronzeia, mesmo que o efeito não seja tão visível.

Ainda, é importante lembrar que a exposição ao sol sem a devida proteção pode trazer graves consequências, desde eritemas e queimaduras solares até envelhecimento precoce , problemas oculares e câncer de pele.

Entretanto, os raios solares são as principais fontes naturais de vitamina D, nutriente essencial para o organismo. Ao utilizar o protetor solar, você diminui ou impede a sua absorção pelo corpo. Por isso, recomenda-se a exposição desprotegida ao sol nos horários de menor incidência da radiação e em quantidade moderada.

Por fim, com a leitura deste post, você entendeu o significado da sigla FPS e o funcionamento do cálculo utilizado para determiná-lo, além de conhecer os aspectos mais importantes a considerar antes de escolher o filtro solar mais adequado.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp