estágios do câncer de pele

Conheça Os Estágios Do Câncer De Pele

O câncer de pele responde por cerca de 33% de todos os diagnósticos de câncer no Brasil, registrando 185 mil novos casos por ano. No caso do tipo melanoma, os tumores são classificados em diferentes estágios do câncer de pele.

Por isso, preparamos este post para explicar tudo o que você precisa saber sobre o estadiamento dessa neoplasia maligna. Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura do post.

O que é estadiamento do tumor?

Quando falamos em estadiar um caso de câncer, estamos falando de avaliar o seu grau de disseminação. Assim, é possível ter uma noção aproximada das taxas de sobrevida do paciente, independente do tratamento.

Ainda, o estadiamento de um tumor não reflete apenas a taxa de crescimento e a extensão da doença, mas também o tipo de tumor e sua relação com o paciente. Essa classificação em grupos depende dos seguintes fatores:

  • tamanho ou volume do tumor;
  • localização;
  • invasão direta ou linfática;
  • metástases;
  • diagnóstico histopatológico;
  • produção de substâncias;
  • manifestações sistêmicas;
  • duração dos sinais e sintomas;
  • sexo e idade do paciente.

Quais são os estágios do câncer de pele?

O estadiamento do câncer de pele varia de acordo com o seu tipo. No caso do não melanoma, os estágios referem-se aos carcinomas basocelular e espinocelular. Raramente é necessário determinar o estágio dos cânceres basocelulares, pois quase sempre são curados antes de se disseminarem.

Já o câncer de pele espinocelular pode se disseminar. Para fazer o estadiamento, utiliza-se o sistema TNM, onde T é o tamanho do tumor, N refere-se à disseminação ou não da doença para os linfonodos e M indica se existe ou não metástase.

Além disso, são colocados números ou letras após o T, N e M, fornecendo mais detalhes para o estágio. O marcador inicial é chamado de estágio 0, variando de 1 a 4, onde o 4 indica que o câncer está disseminado.

Já o estadiamento do câncer melanoma utiliza-se do mesmo sistema. A avaliação do tumor é feita pelo exame da amostra retirada na biópsia. Os estágios do câncer de pele melanoma são:

  • estágio 0: o tumor não se espalhou para os linfonodos próximos e está mais contido na epiderme, sendo também chamado de melanoma in situ;
  • estágio I: o tumor é menor que 2 mm, não se disseminou e pode ou não ter ulceração;
  • estágio II: o tamanho do tumor chega a 4 mm, com ou sem ulceração e ainda não se espalhou para outros órgãos;
  • estágio IIIA: o tumor tem até 2 mm de espessura, pode ou não ter ulceração, se espalhou para 3 ou menos linfonodos, mas não alcançou outros órgãos;
  • estágio IIIB: abrange quatro situações:
    • 1) não há tumor primário e está disseminado para 2 ou mais linfonodos, ou se espalhou para áreas pequenas da pele ou para canais linfáticos, atingindo os gânglios linfáticos próximos. Não alcançou outros órgãos;
    • 2) o tumor mede cerca de 4mm, com ou sem ulceração, se espalhou para áreas pequenas da pele ou para os canais linfáticos ao redor do tumor e chegou aos linfonodos próximos, ou se disseminou para 4 ou mais linfonodos próximos ou do grupo sem ter alcançado outros órgãos;
    • 3) o tumor tem entre 2 e 4 mm, tem ulceração, se espalhou para um ou mais linfonodos ou se disseminou para áreas muito pequenas da pele ou para os canais linfáticos ao redor do tumor;
    • 4) o tumor é maior que 4 mm, tem ulceração, se espalhou para até 3 linfonodos ou para áreas muito pequenas da pele ou para os canais linfáticos e pode ou não ter atingido os linfonodos próximos;
  • estágio IIID: semelhante ao anterior, mas pode ter se disseminado para 4 ou mais linfonodos;
  • estágio IV: o tumor pode ser de qualquer espessura, com ou sem ulceração, podendo ou não ter se disseminado para os linfonodos próximos e se espalhou para linfonodos distantes ou outros órgãos.

Enfim, esses são todos os estágios do câncer de pele. A partir desse estadiamento, a equipe médica conseguirá adotar a medida terapêutica mais assertiva e avaliar a taxa de sobrevida do paciente.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp