Nodulo no Ovario

Nódulos no Ovário: principais sintomas e tratamentos

Os nódulos no ovário são comumente encontrados em mulheres em idade reprodutiva. Embora esse diagnóstico cause bastante apreensão, não costumam apresentar sinais de malignidade e, por essa razão, não representam um problema grave de saúde.

Você conhece os sintomas provocados por esses nódulos? Sabe quando precisam de tratamento? Caso não, recomendamos a leitura deste post. A seguir, explicaremos tudo sobre o assunto.

O que são nódulos?

Existe uma grande confusão entre as diferentes terminologias utilizadas para descrever as bolsas ou caroços diagnosticados no corpo. Então, conheça as principais diferenças entre esses termos:

  • nódulos: são lesões sólidas que costumam ser bem delimitadas e possuem mais de 1 cm de diâmetro. Os nódulos podem ser benignos ou malignos. Entre os tipos mais comuns estão os miomas, angiomiolipoma e fibroadenomas;
  • cistos: são estruturas de conteúdo líquido e, geralmente, benignos. Podem ser definidos como qualquer cavidade ou saco fechado revestidos por epitélio. Na maioria dos casos, representam uma condição benigna. Os tipos mais comuns são: cisto sebáceo, renal e sinovial.

O que são nódulos no ovário?

Os nódulos ovarianos são bolsas repletas de líquido que se desenvolvem dentro ou sobre o ovário. A maioria dos diagnósticos indica um quadro benigno e que tende a desaparecer espontaneamente, sem qualquer medida terapêutica.

Ainda, esses nódulos não provocam alterações hormonais e nem afetam a fertilidade da mulher. Quando são funcionais, se formam a partir dos folículos. Durante cada ciclo menstrual, os folículos liberam óvulos e desaparecem.

Por isso, eles raramente aparecem após a menopausa. Ademais, os nódulos no ovário podem representar um tumor benigno, condição que costuma crescer lentamente e raramente desenvolve sinais de malignidade.

Quais são os sintomas mais comuns?

A presença de um nódulo no ovário nem sempre provoca sintomas. Ocasionalmente, a paciente relata dor pélvica ou desconforto durante as relações sexuais. Por isso, não é raro que muitas mulheres tenham tido nódulos e não souberam.

Entretanto, quando o nódulo cresce muito, podem surgir os seguintes sintomas: distensão abdominal, enjoo, vontade constante de urinar, dificuldade em evacuar, ganho de peso, dor durante o ato sexual ou na região pélvica.

Ademais, em situações mais incomuns, os nódulos podem se romper, provocando uma dor súbita e intensa, além de sangramento vaginal. Outra possibilidade é a torção dessas bolsas, causando dor nas costas, sensação de barriga inchada ou irregularidade na menstruação.

Como é o tratamento para nódulos no ovário?

Quando os nódulos no ovário possuem menos de cinco centímetros de diâmetro, não precisam de tratamento, pois desaparecem espontaneamente. O acompanhamento pode ser feito através da ultrassonografia.

No entanto, se ultrapassar os cinco centímetros e persistir, a remoção é recomendada. Para isso, utiliza-se a laparoscopia ou a laparotomia. Caso o nódulo seja canceroso, o ovário e as trompas de Falópio precisam ser retirados.

Ainda, a principal medida a ser tomada é procurar um médico assim que perceber o primeiro sinal de um nódulo. Através de exames e análises, o ginecologista terá as informações necessárias para confirmar ou não a malignidade.

Portanto, se você apresenta sintomas semelhantes aos causados por um nódulo no ovário, não perca tempo e converse com seu médico. A depender do diagnóstico, eles podem ser rapidamente removidos, evitando prejuízos maiores para sua saúde.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp