rastreio do câncer

3 exames mais comuns para o rastreio do câncer

Na grande maioria dos casos, o diagnóstico precoce de um câncer é determinante para o sucesso do tratamento, podendo até promover a cura. Para isso, existem alguns exames que são indispensáveis para o rastreio do câncer.

Quer saber mais sobre eles? Então, você precisa ler este texto. Nele, você irá descobrir quais os procedimentos que mais contribuem para a confirmação do diagnóstico de uma neoplasia maligna.

1) Exames de sangue

Para identificar um câncer, o médico poderá solicitar a realização de alguns exames de sangue específicos. Alguns deles também permitem conhecer o desenvolvimento do tumor e a resposta ao tratamento. A seguir, conheça os exames de sangue mais comuns para o rastreio do câncer:

  • alfafetoproteína (AFP): trata-se de uma proteína que possibilita a identificação de tumores no estômago, ovários ou presença de metástases no fígado. Quando há um tumor, o valor da AFP é acima de 1000 ng/ml;
  • MCA: o antígeno mucóide associado ao carcinoma é um marcador que ajuda a confirmar o diagnóstico de um câncer de mama. Geralmente, um valor superior a 11 U/ml indica a doença;
  • antígeno tumoral da bexiga (BTA): exame utilizado para o rastreio do câncer de bexiga. Caso haja um tumor na região, o resultado será superior a 1;
  • PSA: o antigênio prostático é um dos exames mais importantes para o homem, pois auxilia na detecção do câncer de próstata. Quando há uma neoplasia, a concentração de PSA está aumentada;
  • CA 125: trata-se de um marcador muito utilizado para verificar a chance e o desenvolvimento de um câncer no ovário. O valor de referência para a doença é acima de 65 U/ml.

2) Exames de imagem para rastreio do câncer

Os exames de imagem também são muito importantes no rastreio do câncer, pois ajudam o médico a obter um diagnóstico preciso sobre a disseminação ou não da neoplasia maligna. Os mais utilizados são:

  • tomografia computadorizada: exame não invasivo que mostra a forma, tamanho e localização do tumor. Também pode ser usado para guiar uma biópsia ou em alguns tipos de tratamentos contra o câncer, como a ablação por radiofrequência;
  • mamografia: é um raio-X de alta resolução utilizado para verificar se existem sinais de câncer nas mamas. A mamografia contribui para o diagnóstico precoce da doença;
  • ultrassom: possibilita a distinção de cistos cheios de líquido e tumores sólidos. Em alguns casos, também é usado para guiar uma biópsia.

3) Biópsia

A biópsia é realizada quando há suspeita de um câncer, mas os exames não possibilitaram a confirmação da doença. O procedimento consiste na retirada de um fragmento do tumor para análise laboratorial.

De modo geral, existem diferentes formas de realizar a biópsia. No caso do rastreio do câncer de próstata, a biópsia é guiada por ultrassom. Já no caso do câncer de pele, o procedimento é simples, realizado a partir da retirada de um pequeno fragmento da lesão.

Enfim, esses são alguns dos exames mais comuns para o rastreio do câncer. A depender da localização e do tipo de tumor, outros procedimentos podem ser necessários. Portanto, mantenha seus exames em dia para prevenir essa doença.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em São Paulo!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp