tumor

Você sabe o que é um tumor?

Do dicionário: a palavra tumor é um substantivo masculino que na antiguidade ou história da medicina era utilizada para definir qualquer inchaço ou tumefação, edema ou massa. 
Modernamente na medicina utilizado como : crescimento mórbido de tecido orgânico, neoplasma, neoplasia.

Fora do dicionário, a  palavra está presente em toda a literatura médica e é amplamente utilizada para relatar problemas de saúde em conversas diárias. Está também em notícias televisivas.

Ainda assim, não é tão comum que se conceitue a palavra. Com isso em mente, decidimos fazer um artigo para definir o que é tumor e explicar as diferenças entre os casos benignos e malignos.

Se esse assunto lhe é pertinente, prossiga com a leitura deste texto.

O que é tumor?

Também chamado de neoplasia, esse termo é utilizado para tratar da proliferação excessiva de células em determinadas partes do corpo.

As razões para o surgimento e para o posterior crescimento dos tumores podem variar bastante. Há casos que são influenciados por questões genéticas. Sabe-se, por exemplo, que ter quadros de câncer na família faz os descendentes mais suscetíveis à doença. Outros casos são definidos por questões ambientais ou comportamentais.

Quando se está exposto à radioatividade, por exemplo, pode-se sofrer de mutações genéticas diversas e, assim, haver desenvolvimento de tumores. Pessoas que estão submetidas a trabalhos com poeira de aço, agrotóxicos e afins também podem ter mais propensão a desenvolver doenças.

Anatomia

Os tumores têm um parênquima e um estroma. Enquanto o primeiro é onde estão localizadas as células afetadas e é responsável pelo comportamento do tumor em si, o segundo está relacionado à velocidade do seu crescimento.

Tumores malignos versus tumores benignos

Benignos

São denominados benignos os tumores localizados em uma massa tumoral distinta, envolta por tecidos adjacentes ou cápsula.

Esse tipo de problema não oferece risco de metástase, que é quando as células se disseminam ( espalham ) via corrente sanguinea ou linfática e tomam outros órgãos do corpo. Além disso, pode ser removido cirurgicamente, não volta a crescer quando é extirpado e não costuma exigir tratamentos mais invasivos, salvo raras excessões. 

Malignos

Os tumores malignos, por sua vez, são aqueles que podem atingir outros órgãos, no processo de metástase, e podem levar a pessoa doente à morte, habitualmente o que chamamos de câncer. 

Existem vários tipos e subtipos de tumores malignos, várias origens diferentes e causas diferentes, ou seja, nenhum câncer é igual ao outro, mesmo que sua origem embriológica seja a mesma, mesmo que o surgimento seja no mesmo tecido do corpo.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oncologista em Londrina!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp